Safra de Nozes superou as estimativas iniciais

0
124

A safra de nozes pecan deste ano ainda não está 100% finalizada, mas já se consolida como uma das maiores dos últimos tempos

Em março as estimativas da Secretaria Municipal de Agricultura de Anta Gorda eram de que o município colheria uma média de 730kg de nozes por hectare plantado, ao encerrar a safra, no mês de junho essa estimativa está subindo para 1000 kg por hectare.
Um resultado excelente, segundo técnicos da área que avaliam o desempenho da cultura no município.

Grande produção anima produtores

Com cerca de 525 hectares de nozes plantados, Anta Gorda conta com uma média de 300 hectares em produção, boa parte destes, ainda no início de sua idade produtiva, o que indica que para os próximos quatro anos a produção deva dobrar, apenas se considerados o número de hectares plantados e em produção. Além disso, o aprimoramento das técnicas de manejo também contribui para o aumento de produção.
Neste ano, segundo o Secretário de Agricultura Joelmo Balestrin coincidiram uma série de fatores ideais para a produção de nozes, como quantidade de frio, sol e chuva nas épocas e medidas certas, além da melhora das técnicas de manejo.
Já para o próximo ano, não é possível garantir o mesmo resultado, uma vez que a nogueira precisa de no mínimo 400 horas de temperaturas abaixo dos 7,2ºC e as previsões indicam que este inverno será menos frio e mais úmido.
O produtor Elmir Lamperti que reside na localidade do Morro Giroto, já trabalha com nozes há mais de 30 anos. Além de trabalhar com as nozes, dispõe de viveiro, onde produz entre 30 e 40 mil mudas de nozes enxertadas para a venda, e dispõe de uma plantação de cerca de 1000 árvores em produção, o que significa uma produção média de sete toneladas.

Lampert fala com entusiasmo das excelentes perspectivas
para o mercado de nozes

Segundo Lamperti com o aumento da oferta, os preços caíram um pouco neste período, chegando aos R$ 10 reais ao kg, porém, o empreendedor acredita que com o passar dos meses, lá por setembro o preço deverá subir novamente para a casa dos R$ 14 ou 15 reais.
Para quem pensa em iniciar o trabalho com nozes, Lamperti é otimista e garante que sempre é tempo para começar. “As exportações de nozes ainda não começaram no Brasil, temos um grande mercado interno e externo para conquistar ainda em apenas 5% do mundo é possível produzir nozes, temos o privilégio de morar nesta fração, então penso que precisamos aproveitar da melhor forma possível essa oportunidade.
Lamperti também lembrou que a produção de nozes é bem variável, se um ano produz bem, no seguinte a produção diminui. Por isso, quem tem condições de comprar este ano para vender no ano que vem, poderá ganhar dinheiro. O produtor acredita em um grande crescimento da produção de nozes em Anta Gorda para os próximos anos. Temos muitos pomares implantados que começarão a produzir, pomares iniciando a produção e os pomares que estão produtivos vão durar no mínimo 200 anos.
O prefeito Celso Casagrande ressalta que a produção de Nozes em Anta Gorda toma proporções importantes para a economia local e projeta Anta Gorda com grande importância no cenário de produção de nozes.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome