O produtor Junior da Silva e sua esposa Lucivane, com auxílio do vizinho Nildo Bortoli, produzem melado e açúcar mascavo. A matéria-prima para a produção é cultivada em sua propriedade na comunidade de Linha Barro Preto, interior de Arvorezinha. De acordo com o agricultor, a atividade contribui para a renda familiar. “Produzimos o melado e o açúcar uma vez ao ano, grande parte dos produtos são todos comercializados em curto período de tempo, com toda certeza a renda vinda ajuda nas despesas, mas, além disso, temos outras atividades”, disse.

O terreno em que é feita a plantação é preparado com a adubação e cuidado, assim, o corte da cana-de-açúcar pode ser feito por diversas vezes. O cultivo ocorre de cinco a seis anos; após é feito o replantio. Junior comenta que a sua plantação é em meio às outras e fala sobre a colheita até a produção. “Após a colheita é feita a moagem da cana. Com todo o suco concentrado é passado pela peneira para extrair os resíduos e encaminhado para o processo de fervura. É daí que pode se optar por fazer melado, açúcar ou rapadura. Somente neste ano produzimos 200 quilos de melado e açúcar”, comenta.
Questionado sobre o apreço pela fabricação, o agricultor comenta que gosta do trabalho. “É uma atividade que gosto de desenvolver, e saber que é feito por nossas mãos é melhor ainda. Podemos passar a certeza de um produto bom e de qualidade sem conservantes, que é um mal tão grande para a saúde que é encontrado em quase tudo hoje em dia”, ressalta.
Junior disponibiliza as iguarias na Feira do Produtor que está localizada na Rua Daltro Filho, próximo ao Banco do Brasil. A feira abre todos os sábados pela manhã.

O que é?
De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, o açúcar mascavo tradicional é um alimento obtido diretamente da concentração do caldo de cana recém-extraído. Este processo elimina o uso de aditivos químicos para o processo de branqueamento e clarificação. Sua cor pode variar do dourado ao marrom-escuro, em função da variedade e da estação do ano em que é a cana é colhida.

Iguaria recomendada
por profissionais de saúde

Hoje em dia, o açúcar mascavo tem conquistado espaço até mesmo no setor ervateiro, já é possível encontrar no mercado o açúcar adicionado a erva-mate. Sendo este um grande avanço para a saúde da população. Tendo em vista que o produto não passa por qualquer refinamento e não recebe aditivos químicos como os demais e por passar por um processo natural de produção, ele mantém com grande quantidade os seus nutrientes. “Os açúcares cristal e refinado recebem aditivos químicos e, no processamento, perdem todos os nutrientes (sendo fonte apenas de calorias e resíduos químicos), com o melado e açúcar mascavo é bem diferente”, compara.
A nutricionista Jessica Schuster, confirma os benefícios e a importância de manter o consumo do mascavo. “Sou a favor da utilização por todos os benefícios que retiramos deles, desde os nutrientes até poder saborear algo tão bom e natural”, salienta.
A profissional ainda recomenda que possa ser utilizado no lugar do açúcar convencional. “Não só pode, como deve ser usado”, reforça. Ela destaca que o mascavo e o melado substituem o açúcar branco em qualquer receita. “Só o sabor fica um pouco mais acentuado.” Ela ressalta que se a compra for feita com os produtores locais é ainda melhor, pois além de ser uma escolha saudável, é uma escolha sustentável.

Receita de brigadeiro a base de açúcar mascavo

Ingredientes:
1 xíc. de biomassa de banana
1/2 xíc. de açúcar mascavo
1/2 xíc. de chocolate meio amargo ralado
2 colheres de sopa de óleo de coco derretido (ou outro óleo vegetal) caso queira fazer as bolinhas
Como fazer:
Coloque todos os ingredientes em uma panela e leve ao fogo baixo mexendo sempre para não grudar. Caso não queira fazer as bolinhas, não precisa colocar o óleo de coco;
Quando a mistura estiver homogênea e mais pesada de mexer, desligue o fogo e espere esfriar. Não se preocupe se a massa estiver mole e grudenta, depois de refrigerada ela irá ficar consistente e fácil de modelar as bolinhas. Se quiser comer o brigadeiro de colher, você pode parar por aqui e cair de boca na panela, mas se quiser fazer as bolinhas, continue seguindo a receita por favor;
Transfira o brigadeiro para um recipiente com tampa e leve a geladeira até ficar consistente, isso pode levar de 3 a 5 horas. Depois, retire da geladeira, faça as bolinhas e utilize uma cobertura de sua preferência.

Conheça o processo de produção:
Nutricionista Jéssica Schuster incentiva
o uso do açúcar mascavo

Deixe seu comentário