Crescimento na avicultura requer visão voltada para novos horizontes

0
123
Aviários

O impacto da salmonella na avicultura promete ser tema de vários debates dentro da cadeia produtiva de frangos. O caso repercutiu na mídia quando o Ministério da Agricultura resolveu suspender a exportação de três unidades de produção da carne e derivados. A investigação da Polícia Federal deflagrou que empresas estariam adulterando os resultados de análises relativas à presença de salmonella em seus produtos. Com as empresas interditadas foi de imediata a decisão de paralisar a exportação da carne de frango para alguns países.

Entenda o caso
Por meio de documentos relacionados a uma ação trabalhista, investigadores da Polícia Federal (PF) denunciaram empresas que adulteravam os resultados das análises relativas à salmonella. Essa adulteração tinha por objetivo burlar a fiscalização sanitária e seguir exportando para destinos conhecidos por ter tolerância menor à presença da bactéria.
Os mercados importadores de carne de frango estabelecem níveis de salmonella para propiciar a comercialização. Estes níveis não são nocivos à saúde do consumidor, porém, demais importadores tem níveis de restrição maiores podendo devolver lotes inteiros se a taxa estiver fora do nível aceito. Mesmo com a delação deste caso em âmbitos estaduais e nacional a cadeia produtora não para de crescer e cada vez mais é investido em implementos para a melhoria na criação de aves.

Avicultura em Arvorezinha
No município se encontram 43 produtores e 57 aviários. Nos dias atuais, o frango de corte está entre as três principais atividades no ranking de retorno econômico para o município. O secretário de Agricultura, Angelo Viega diz que “este trabalho é uma excelente alternativa de renda para os agricultores é uma cadeia de produção onde não há sonegação”. A avicultura teve uma evolução significativa nos últimos 10 anos, com modernização em quase todos os aviários, o crescimento é visível e o mercado tende a ser explorado ainda mais ao decorrer dos próximos.

Tenha em mente antes de investir
O lucro ou o prejuízo neste setor depende muito do cuidado com as aves. Seu giro de capital é muito rápido, mas para isso requer muito trabalho, são necessários diversos ajustes e cuidados. Antes de investir saiba que será necessário um técnico responsável para as etapas de elaborações dos projetos de instalação e de manejo do aviário, assistência técnica disponível para possíveis imprevistos, recursos financeiros, absoluto interesse pela integração, água abundante, energia elétrica e mão de obra dedicada e permanente.
Antes de alojar os pintinhos deve-se efetuar uma limpeza no aviário, e assegurar que o mesmo esteja limpo e sem a presença de aves por pelo menos dez dias, uma última desinfecção do aviário e dos equipamentos deve ser feita na véspera da chegada dos pintos, garantindo a qualidade do lote e evitando bactérias vindas da “cama” do aviário.

Trabalho de manejo faz parte do ciclo familiar
O trabalho nos setores de agricultura, suinocultura, avicultura e demais, tem sido passado de geração a geração, com isso, jovens aprenderam desde cedo a contornar situações como crises e dificuldades na produção e realização de atividades.
Produtores que não quiseram se identificar destacaram empecilhos que surgiram ao decorrer do tempo. “Começamos com um aviário pequeno e ao longo do tempo pudemos ter esse crescimento e construir mais um, dentro desses 20 anos passamos por crises, mas foi superado”.
O filho do casal produtor sempre ajudou os pais. Hoje casado e pai de dois filhos continua com o processo de criação de frangos junto de seu pai. “O trabalho de cuidados é de 100%, é preciso estar atento à temperatura, caminhamos lá dentro seguido para ver como as aves estão. Mesmo sendo tudo tecnológico é preciso ter esta visão, acompanhar o lote é essencial. Temos custos que vão da mão de obra familiar até energia elétrica, nosso trabalho se mantém continuo, é alojado frango a cada dois meses, e eu gosto muito. É um trabalho leve e eu e meu pai nos revezamos aos finais de semana para poder aproveitar os momentos de lazer”.
Questionado sobre a atual situação do mercado de aves, o produtor relata: “acredito que não vá melhorar a situação em relação a preços pagos, creio que será mantido esta constância até estabilizar, é um desafio a ser superado, desistir é pior”, diz o jovem produtor.
Para a família, agregar valor e qualidade ao trabalho que desenvolve é o essencial, pois na avicultura moderna, é preciso ter um olho no microscópio dentro da granja e outro com o binóculo focado para o horizonte do mercado.

Empreendimento com capacidade para alojar mais de 20 mil pintos

Deixe seu comentário