Primeira Festa Estadual da Colheita da Erva-mate será realizada em Ilópolis

5

Conforme lei Estadual evento itinerante será realizado nos cinco polos ervateiros do Estado, entre os meses de maio e setembro

Por Carine Pompermaier

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou, por unanimidade, na terça-feira, 16 de julho, o Projeto de Lei 81/2017 de autoria do deputado Elton Weber (PSB), que inclui no calendário oficial do Estado a Festa da Colheita da Erva-mate.

As festas serão realizadas pelo Instituto Brasileiro da Erva-mate (Ibramate) em parceria com os municípios que compõem cada polo e deverão ocorrer de forma itinerante nos cinco polos ervateiros do Estado, Planalto e Missões, Alto Uruguai, Nordeste Gaúcho, Alto Taquari e Vale do Taquari. Sendo realizada entre os meses de maio e setembro.
Em assembleia realizada no dia 18 de julho, o Ibramate definiu que a primeira edição será realizada em 2020, no município de Ilópolis, que pertence ao Polo Ervateiro do Alto Taquari.
Em 2021 a Festa da Colheita será realizada em Venâncio Aires, que pertence ao Polo Ervateiro dos Vales. Em 2022, em Novo Barreiro que pertence ao Polo Ervateiro do Nordeste Gaúcho. Em 2023 no município de Erechim, que pertence do Polo Ervateiro do Planalto e Missões. Em 2024, em Machadinho que pertence ao Polo Ervateiro do Alto Uruguai.
As datas de realização de cada edição do evento serão definidas pelos municípios sedes, entre os meses de maio e setembro.
O presidente do Ibramate Alberto Tomelero, destaca que o evento marcará a abertura da colheita de uma cultura de grande importância econômica do Estado e de grande valor cultural. “Nosso objetivo é divulgar a erva-mate, visando mais valorização ao setor ervateiro, buscando ampliar ainda mais o consumo de erva-mate”, reforça Tomelero.
Outras culturas como soja, arroz, nozes, uva, já realizam a Festa da Colheita e a erva-mate ainda não tinha um evento de voltado ao setor em que marca o melhor período para colher erva-mate. O projeto ainda depende da sanção do governador Eduardo Leite.
O presidente da Frente Parlamentar da Erva-Mate no Estado, deputado Elton Weber disse que a aprovação do projeto com apoio de todos os deputados presentes em Plenário demonstra o reconhecimento do parlamento a esta atividade que movimenta a economia do Rio Grade do Sul. “Esperamos com o nosso projeto colaborar para a expansão da visibilidade da produção, do trabalho de agricultores, técnicos, pesquisadores e empresário”.
Atualmente, 35 países compram erva-mate do Brasil, atividade que envolve 100 mil famílias. No Estado, aonde são produzidas cerca de 120 mil toneladas ao ano, cerca de 300 indústrias estão em atividade e a taxa de crescimento varia de 2% a 3%, segundo dados setoriais.

Presidente do Ibramate, Alberto Tomelero
Deputado estadual Elton Weber

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome